Atendimento: Seg-Sex 7:45-12:00 | 13:15-18:00 Agendamento:  (47) 3345 9954 /  (47) 99180 9954

10 mudanças no corpo da mulher no puerpério

Depois que o bebê nasce, é normal ficar ansiosa para retomar o controle sobre o seu corpo e vê-lo voltar ao que era antes. Mas é muito importante você se dar um tempo e conhecer, além das mudanças externas, também as mudanças internas que aconteceram em seu organismo. Afinal, durante meses ele se ajustou para gerar uma nova vida dentro dele, agora vai precisar de tempo para se restabelecer.

Conhecido também como resguardo ou quarentena, o puerpério é o período pós-parto que o organismo feminino vivencia a partir do dia do nascimento do bebê. É no puerpério que a mulher experimenta grandes alterações emocionais em decorrência da diminuição dos hormônios progesterona e estrogênio, e do aumento da prolactina, o hormônio que estimula a produção do leite materno. Esse período pode durar em média 42 dias e é dividido em três etapas:

  • Puerpério imediato: Do 1º ao 10º dia do pós-parto
  • Puerpério tardio: Do 11º ao 42º dia do pós-parto
  • Puerpério remoto: A partir do 43º dia do pós-parto

Já nos primeiros dias a mulher sente falta da barriga e encara uma adaptação de gestante para mãe, tanto emocional como fisicamente. Conheça a seguir as dez principais mudanças físicas no corpo da mulher no período pós-parto.

Desconforto nas mamas

As mamas estavam mais maleáveis e provavelmente sem desconforto durante a gravidez, não é mesmo? Já no puerpério elas tendem a ficar mais durinhas por estarem cheias de leite. Amamentação a cada três horas (ou sempre que o bebê quiser) e uma compressa fria após a mamada pode aliviar o desconforto da mama cheia.

Flacidez na barriga

Após o parto, o abdome permanece inchado enquanto o útero restabelece seu tamanho normal dia após dia. Com a diminuição do inchaço vem a flacidez que é absolutamente normal. Exercícios leves e específicos para a musculatura abdominal que podem ser feitos em casa contribuem na redução da flacidez, mas lembre sempre de contar com a orientação do seu médico.

Sangramento vaginal

O útero libera pouco a pouco secreções em um sangramento semelhante à menstruação, que é mais intenso nos primeiros dias e diminui diariamente até desaparecer. A mulher pode utilizar absorventes com maior capacidade de absorção e ficar atenta se possui sintomas que indicam infecção, como odores fortes por mais de quatro dias. Caso isso ocorra, é essencial procurar o seu médico o quanto antes.

Cólicas

O útero passa por um processo de redução até chegar ao seu tamanho original que pode durar cerca de vinte dias. Durante esse período, é possível que você sinta cólicas ou algum tipo de desconforto abdominal, principalmente no momento da amamentação. É importante evitar ingerir alimentos com gás ou que passam por fermentação e produzem gases. Compressas mornas sobre o abdome podem ajudar a aliviar a dor e o desconforto na região.

Incômodo na região íntima

Toda mulher que teve seu bebê por parto normal sente modificações na vagina durante o puerpério, principalmente nos primeiros dias, como dilatação e inchaço. Se você passou por um parto natural com episiotomia e necessidade de fechamento com pontos é preciso um pouco mais de atenção.Até à completa cicatrização, que pode levar duas semanas, lavar a região somente com água e sabão substituindo o uso do papel higiênico.

Incontinência urinária

Não se preocupe se durante o puerpério você tiver um aumento repentino na vontade de urinar e até mesmo ter escape de urina na calcinha. Isso é perfeitamente normal, principalmente se você passou por um parto natural. Para voltar a ter o controle, existem exercícios que auxiliam no fortalecimento da musculatura da região íntima e que podem ser orientados pelo seu ginecologista.

Cicatriz da cesariana

Toda mulher que passar por uma cesariana terá pontos no abdome que precisam ser higienizados todos os dias e geralmente podem ser retirados em até oito dias. Além disso, é ideal observar se ocorre o aparecimento de sinais de infecção, como secreção purulenta, vermelhidão ou calor local.

Retorno da menstruação

O retorno da menstruação é influenciado pela amamentação. Para as mulheres que amamentam, a menstruação pode voltar em torno do sexto mês. Em caso de ausência da amamentação, a menstruação pode aparecer mais cedo, em até dois meses. Porém, o retorno da ovulação ocorre 27 dias após o parto, e a partir dessa data a mulher já tem chances de engravidar. Portanto, mesmo na ausência da menstruação, é importante utilizar métodos contraceptivos para evitar uma nova gravidez neste período.

Métodos contraceptivos

O retorno ou início de métodos contraceptivos após o parto deve ser orientado pelo seu ginecologista. Existe uma pílula anticoncepcional específica para esse momento, contendo apenas o hormônio progesterona. O seu uso é diário e contínuo, e pode ser iniciado a critério do seu médico. A pílula só deve ser trocada pela convencional quando o bebê estiver com uma rotina de amamentação de apenas uma ou duas vezes por dia.

Relações sexuais

As relações sexuais são liberadas após a cicatrização do útero, que dura cerca de quarenta dias. Esse cuidado evita riscos de infecções e dores. É possível trabalhar a região dos músculos internos da vagina, como os exercícios indicados para incontinência urinária que contribuem também para a melhora da libido.

Consultas pós-parto

É importante realizar as consultas pós-parto para que o acompanhamento obstétrico e ginecológico da mulher possa detectar problemas como anemia, pressão alta, diabetes, infecção urinária, problemas na tireóide e trombose, infecções na mãe que podem ser transmitidas para o bebê, além de avaliar a amamentação e o estado emocional da mulher.

De preferência, a primeira consulta deve ser feita por volta de dez dias após o parto, quando a mulher passa pela primeira avaliação e realiza alguns exames. A segunda consulta acontece no fim do primeiro mês e a partir daí a frequência diminui para duas a três vezes ao ano.

Aqui na Clínica LGA Saúde, o acompanhamento médico humanizado é aliado da mulher também no esclarecimento de dúvidas sobre as novas condições em seu corpo e seu emocional. Sabemos que cuidar da sua saúde e seu bem-estar durante o puerpério é essencial para garantir que você poderá curtir o seu bebê e essa nova fase da sua vida.

HORÁRIO DE ATENDIMENTO

Segunda – Sexta 07:45 – 12:00
13:30 – 19:00

CONTATO

  • (47) 3345 9954

  • (47) 99180 9954

  • contato@lgasaude.com.br

LOCAL

  • Segunda avenida, entre as ruas 236 e 234, sala 02
    Meia Praia – Itapema
2021-02-05T14:19:23+00:00

AGENDAMENTO VIA
WHATSAPP