Atendimento: Seg-Sex 7:45-12:00 | 13:15-18:00 Agendamento:  (47) 3345 9954 /  (47) 99180 9954

8 exames pré-natal que toda gestante deve fazer

A gravidez é um acontecimento especial na vida de toda mulher e, a partir do momento da sua descoberta, é imprescindível iniciar o acompanhamento médico de consultas e exames que compõem o pré-natal. Essa rotina é importante para cuidar da saúde de mãe e filho, e  acompanhar de perto o desenvolvimento da gestação com o objetivo de reduzir as taxas das possíveis complicações que podem ocorrer durante esse período.

Apesar de o número de consultas no pré-natal variar conforme as particularidades de cada gravidez e a conduta do médico, é comum a orientação para que a gestante visite seu obstetra a cada trinta dias durante os primeiros oito meses da gestação. A partir do nono mês a frequência das consultas deverá ser semanal.

Em todas as consultas de pré-natal o obstetra fará a medição da pressão arterial, ausculta dos batimentos cardíacos do feto, análise da altura do útero, verificação do peso e uma análise minuciosa de exames laboratoriais e de imagem. Veja a seguir a lista dos 8 exames que devem ser realizados para garantir um bom acompanhamento da gestação.

1. Hemograma completo

Este exame indica, dentre outros, quadros de anemia em gestantes, uma condição bastante corriqueira na gravidez, mas que pode ocasionar partos prematuros se for intensa. Com o hemograma completo, é possível avaliar a dosagem de glóbulos brancos, hemoglobina e plaquetas no sangue.

2. Tipagem sanguínea ABO/Rh

O exame ABO identifica o tipo sanguíneo da mãe, que poderá ser utilizado em casos de necessidade de transfusão de sangue no parto. Já o Fator Rh identifica o risco de desenvolver eritroblastose fetal, que pode ocorrer quando a mãe possui fator Rh negativo e o bebê possui fator Rh positivo. Caso haja contato de sangue entre a mãe e o bebê, uma futura gestação poderá ser de risco, pois o organismo materno irá produzir anticorpos contra as células fetais causando anemia e sofrimento fetal.

3. Sorologia

Os exames identificam diversas sorologias durantes a gestação, entre elas:

    • Citomegalovírus CMV
    • Hepatites virais
    • HIV
    • Sífilis
    • Toxoplasmose
    • Rubéola

Caso o obstetra observe alguma alteração neste exame, poderá iniciar o tratamento correspondente à doença, para que a mesma não atinja o feto ou para amenizar os efeitos sobre ele.

4. TSH/T4 livre

Analisa a atividade da glândula tireoidiana para os hormônios TSH e T4 livre, e indica se a paciente deverá realizar reposição hormonal durante a gravidez. O adequado é que os hormônios tireoidianos estejam dentro dos limites de normalidade, diminuindo as chances de complicações.

5. Urina

Exames de urina são de simples realização e podem detectar eventuais infecções urinárias, muito comuns durante a gestação, além de serem úteis no acompanhamento de gestantes diabéticas e importantes para identificar proteínas que indicam tendência a desenvolver pré-eclâmpsia.

6. Fezes

A realização do exame de fezes serve para analisar a presença de parasitas no intestino que podem provocar anemia na gestante dentre outros problemas, como infecções intestinais.

7. Glicemia

Há dois tipos de exames para indicação de glicemia. O exame de sangue realizado em jejum identifica o nível de glicemia que, em caso de alteração, levará a gestante a uma adequação da sua dieta e possível tratamento com medicamentos. Já o exame de sangue realizado após a ingestão de doses de glicose aponta se a gestante desenvolveu diabetes gestacional que, em caso positivo, necessitará de cuidados especiais durante o período restante do pré-natal.

8. Ultrassonografia

  • Obstétrica Intravaginal

Este exame permite identificar o tempo de gestação e calcular a provável data do parto, além de visualizar o embrião e o saco gestacional. Quando realizado após a sexta semana, possibilita ainda escutar os batimentos cardíacos do embrião.

  • Morfológica do primeiro trimestre com Doppler

Este exame faz uma análise da formação do bebê, incluindo a medição da translucência nucal e outros marcadores de cromossomopatias, como a Síndrome de Down por exemplo. Avalia também o ducto venoso e aponta possibilidades de problemas cardíacos. É uma ultrassonografia realizada com Doppler, recurso tecnológico que consiste na avaliação da circulação fetal e da circulação das artérias maternas que nutrem o feto. Leia mais no texto em que falamos sobre “A importância do Doppler na ultrassonografia”. Deve ser sucedida por exames complementares caso identificada alguma alteração.

  • Morfológica do segundo trimestre

Esta ultrassonografia possibilita o estudo da forma e da morfologia do bebê com a análise dos órgãos, medição do peso e do tamanho do feto. Na maioria das vezes é possível identificar também o seu sexo. Saiba mais detalhes sobre a ultrassonografia obstétrica morfológica – para que serve e quando fazer.

  • Transvaginal

A ultrassonografia transvaginal é realizada em conjunto com a ultrassonografia morfológica do segundo trimestre. Avalia as condições e a medida do colo do útero indicando a probabilidade dele se romper e a necessidade ou não da realização da cerclagem uterina, procedimento que reforça o fechamento do colo do útero.

  • Obstétrica do terceiro trimestre

Feito no terceiro trimestre da gravidez e acompanhado de Doppler ou não, esse exame serve para verificar o peso, posição do feto e seu tamanho. Além disso, a maturidade da placenta e a quantidade de líquido amniótico também são avaliados.

  • Ecocardiografia fetal

Muitos obstetras solicitam este exame em casos específicos, que considerem de risco ou de alguma malformação já constatada. Porém, a realização da ecocardiografia fetal está se tornando mais comum em gestações de baixo risco pela possibilidade de observar detalhadamente o funcionamento do coração do feto. Confira mais informações sobre a ecocardiografia fetal no texto “Como está o coração do seu bebê”.

Acompanhamento integral

Cada gravidez é uma situação única, que possui muitas variáveis. Para que tudo aconteça da melhor maneira possível, com segurança para a gestante e para o bebê, os exames devem ser realizados durante o pré-natal com a orientação e acompanhamento do obstetra.

Na LGA Saúde a medicina é humanizada e especializada na mulher. Oferecemos um pré-natal realmente completo, com profissionais de diferentes especialidades que atuam de forma integrada para tornar o período da gestação uma experiência única de bem-estar. Todos os exames mencionados acima podem ser realizados aqui. Além de equipe renomada e alta tecnologia em exames de ultrassom, contamos com uma unidade interna de coleta do Ghanem, laboratório do Grupo Dasa, a maior empresa prestadora de serviços de medicina diagnóstica da América Latina.

HORÁRIO DE ATENDIMENTO

Segunda – Sexta 07:45 – 12:00
13:30 – 19:00

CONTATO

  • (47) 3345 9954

  • (47) 99180 9954

  • contato@lgasaude.com.br

LOCAL

  • Segunda avenida, entre as ruas 236 e 234, sala 02
    Meia Praia – Itapema
2018-12-04T15:16:06+00:00

AGENDAMENTO VIA
WHATSAPP