Atendimento: Seg-Sex 7:45-12:00 | 13:15-18:00 Agendamento:  (47) 3345 9954 /  (47) 99180 9954

Gravidez depois dos 30 anos: riscos, cuidados e benefícios

Gravidez depois dos 30 anos? Na década de 60, a idade “ideal” para engravidar ia dos 18 aos 25 anos. Nos últimos anos esta estimativa ampliou, alcançando os 30 anos e tende a continuar mudando. Cada vez mais as mulheres têm optado pela busca da estabilidade financeira e profissional antes de engravidar. E ter um filho aos 30 anos ou mais se tornou mais do que uma tendência, é uma escolha comum entre as mães de hoje.

O que é a gravidez tardia

De maneira geral, na medicina, o período entre os 20 e os 30 anos de idade é o “ideal” para as mulheres que desejam engravidar, porque é quando sua fertilidade está em alta. Isso representa menor risco para eventuais complicações, tanto para a mãe como para o bebê. É quando o corpo da mulher está maduro e mais bem preparado para a gestação e os óvulos são mais jovens.

A partir dos 30 anos a gravidez já pode ser considerada tardia por parte dos médicos. Mas, para algumas mulheres, este período é o melhor momento para pensar na maternidade, pois elas já adquiriram mais experiência de vida e se sentem mais preparadas para criar uma criança. Além disso, o seu corpo ainda está apto para gerar um bebê.

Segundo pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 1998, 19% das mulheres que deram à luz tinham entre 30 e 34 anos, número que aumentou cerca de 37% até o ano de 2017. Gestações dos 35 aos 39 anos cresceram 71% e dos 40 aos 44 anos representa 50% a mais que nos últimos anos. O gráfico a seguir mostra o crescimento da gravidez tardia no Brasil.

gravidez-tardia-brasil-grafico

Fonte: IBGE

Riscos da gravidez depois dos 30 anos

Apesar do corpo da mulher ainda estar apto para gerar uma criança depois dos 30 anos, os riscos e a dificuldade para engravidar podem aumentar. E um dos principais motivos é o envelhecimento dos óvulos, que pode levar a uma probabilidade maior de desenvolvimento de alterações genéticas, como a Síndrome de Down. Para a mãe, há maior chance de desenvolver diabetes e hipertensão levando a uma gestação de alto risco, além da possibilidade de parto prematuro.

Cuidados na gravidez tardia

Toda gestação exige assistência pré-natal com acompanhamento médico regular, ultrassonografias e exames laboratoriais constantes. Mas a gravidez depois dos 30 anos e especialmente acima dos 35 anos, precisa de uma atenção um pouco maior. Manter uma alimentação saudável, balanceada e em equilíbrio com atividades físicas liberadas pelo médico pode evitar os riscos.

Não fumar e evitar o consumo de bebidas alcoólicas também são medidas importantes para manter uma gravidez tardia saudável. Outra recomendação é procurar o seu médico antes de engravidar para realizar exames laboratoriais de rotina para dosar o nível de açúcar, medir a quantidade de vitaminas e controlar a pressão arterial.

Benefícios de engravidar mais tarde

Quanto mais os anos passam, maior é a experiência e o amadurecimento emocional e cognitivo para lidar com as situações da vida, tanto profissional quanto pessoal. Este é um dos maiores benefícios de quem opta por ter filhos depois dos 30 anos. Além disso, possivelmente:

  • Maior estabilidade financeira;
  • Núcleo familiar mais sólido;
  • Preparo para cuidar de uma criança;
  • Avanços tecnológicos na medicina.

Como preservar a fertilidade

Acima dos 30 anos a gravidez não deixa de ser uma possibilidade, mas as chances dela acontecer naturalmente são menores e só diminuem com o passar dos anos. Há alguns meios de manter a fertilidade para quem tem vontade de engravidar ainda mais tarde. Uma das técnicas mais populares é através do congelamento dos óvulos. Porém, devido à sensibilidade dos óvulos em baixas temperaturas, a taxa de sucesso pode não ser muito alta.

Outro método é através do congelamento de embriões. Os óvulos são obtidos por meio de uma estimulação ovariana e são fertilizados em laboratório. Depois de fecundados, os embriões são congelados até o momento da implantação no útero para iniciar a tentativa de gestação.

Por isso, dependendo do quanto a gravidez for adiada, vale a pena informar-se sobre quais são as possibilidades para que a maternidade aconteça sem problemas no momento que a mulher considerar oportuno e a chance de ter um filho não seja perdida por falta de informação.

Planejar é também prevenir

Apesar dos benefícios da gravidez tardia é sempre bom lembrar que a idade mais avançada pode trazer riscos e, para evitá-los ou minimizá-los, o planejamento faz toda a diferença. Ver o ginecologista como seu maior aliado é um bom começo. Ele poderá orientar o melhor caminho para planejar uma futura gravidez sob o olhar da saúde da mulher e do desenvolvimento do bebê.

HORÁRIO DE ATENDIMENTO

Segunda – Sexta 07:45 – 12:00
13:30 – 18:00

CONTATO

  • (47) 3345 9954

  • (47) 99180 9954

  • contato@lgasaude.com.br

LOCAL

  • Segunda avenida, entre as ruas 236 e 234, sala 02
    Meia Praia – Itapema
2019-04-26T17:03:02+00:00

AGENDAMENTO VIA
WHATSAPP