Atendimento: Seg-Sex 7:45-12:00 | 13:15-18:00 Agendamento:  (47) 3345 9954 /  (47) 99180 9954

Mastologia – muito além do câncer de mama

Quando se fala em mastologia, o primeiro pensamento que vem à mente é o tratamento do câncer de mama. No entanto, essa especialidade da medicina vai um pouco mais além. O mastologista é o médico especializado na saúde da mama, nas patologias benignas ou malignas que podem acometê-la, e é quem acompanha desde o processo de prevenção e diagnóstico até o tratamento e a reabilitação da paciente.

O que a mastologia trata

Ao longo do tempo, o corpo da mulher passa por diversas modificações decorrentes das alterações hormonais que ocorrem em cada fase da vida. E é durante essas alterações que podem surgir doenças e distúrbios na mama. Listamos os mais comuns a seguir, e você verá que não somente as mulheres podem contar com a especialidade de mastologia, mas também os homens.

  • Assimetrias: caracterizam as mamas com tamanho, forma e aparência diferente. Isso pode acontecer por variações hormonais ou pode ser um sintoma do câncer de mama. Principalmente por este segundo motivo, caso a assimetria seja muito perceptível é importante consultar um mastologista.
  • Cistos: são alterações celulares que contém líquido em seu interior. O aparecimento de um ou mais cistos não caracteriza uma doença, mas requer acompanhamento constante por meio do exame de toque e por exames de imagem. A punção mamária é cogitada, em alguns casos, para retirada do líquido e exclusão da possibilidade de câncer.
  • Fibroadenomas: são nódulos benignos que ocorrem com mais frequência entre a adolescência e os 30 anos de idade da mulher.  Apresentam uma consistência de borracha e tem bordas bem definidas que podem ser palpadas durante o autoexame. O diagnóstico é principalmente clínico, mas pode ser complementado com punção e ultrassonografia. Geralmente retirados cirurgicamente, tendem a voltar e podem aumentar de volume, ainda em caráter benigno.
  • Ginecomastia: doença que leva ao crescimento anormal das glândulas mamárias nos homens. Na fase da puberdade, pode ser facilmente revertida com o acompanhamento de um mastologista. Em faixas etárias mais avançadas, uma intervenção cirúrgica pode ser necessária.
  • Mastalgia: dor nas mamas que ocorre normalmente antes e/ou durante a menstruação, possivelmente causada pelas oscilações hormonais do período menstrual. É geralmente suportável pela mulher, mas pode ser tratada com o uso de analgésicos indicados pelo mastologista quando a paciente se queixa de dor mais intensa.
  • Mastite: mais comum durante o período de gravidez e durante a amamentação, é caracterizada por uma inflamação nas glândulas mamárias decorrente de uma infecção. A mama afetada fica vermelha, inchada, sensível e quente. Em alguns casos, mais raros, pode se tornar um abscesso mamário e apresentar acúmulo de pus na mama. Em determinados casos, o tratamento é feito com antibióticos e até drenagem cirúrgica.

Quando procurar um mastologista

A recomendação é buscar acompanhamento de um médico mastologista e fazer exames preventivos a partir dos 35 anos. No caso de mulheres que estão no grupo de risco (que tiveram sua primeira menstruação antes dos 12 anos de idade, que possuem histórico de câncer de mama na família, entre outros fatores), o ideal é começar aos 30 anos, como forma de reforçar a prevenção.

A frequência da realização dos exames vai depender das recomendações do mastologista. Na primeira consulta, o médico fará algumas perguntas à paciente sobre seu histórico familiar, hábitos e queixas, realizará o exame físico das mamas e pode solicitar exames de imagem quando julgar necessário, como a mamografia e a ultrassonografia.

Procedimentos para diagnóstico realizados pelo mastologista

Um dos procedimentos realizados pelo médico mastologista é chamado de Punção Aspirativa por Agulha Fina (PAAF). Consiste na aspiração de pequenas amostras líquidas ou sólidas de nódulos para realização de análise e diagnóstico de doenças, lesões ou alterações orgânicas, desde as mais simples até as mais complexas.

A punção é realizada no consultório médico e, na maioria dos casos, não necessita de anestesia local pois é praticamente indolor. O posicionamento da agulha é comumente guiado por ultrassonografia, principalmente quando a lesão não é palpável.

puncao-aspirativa-por-agulha-fina-PAAF

Demonstração da realização de uma punção aspirativa por agulha fina (PAAF) de mama.

A PAAF é realizada quando os exames de imagem detectam uma área com modificações suspeitas na mama e há necessidade de uma punção para diagnosticar se as alterações são benignas ou malignas. Isso não significa que toda paciente que realiza uma punção tem um tumor maligno. De acordo com a American Cancer Society, 80% das biópsias mostram células benignas.

Manutenção da saúde

Lembre sempre que sua atenção aos sinais do seu corpo são essenciais para a correta manutenção da sua saúde. Realize regularmente o autoexame das mamas e, se você tem mais de 30 anos e faz parte do grupo de risco, venha conhecer a Clínica LGA Saúde. Contamos com médicos especializados em mastologia para realização de procedimentos e exames que você precisa para receber o tratamento adequado. Nossa prioridade é sua saúde e bem-estar em todas as fases da sua vida.

Gostaria de obter mais informações sobre a saúde feminina? Assine abaixo a nossa newsletter e receba nossos conteúdos por e-mail.

HORÁRIO DE ATENDIMENTO

Segunda – Sexta 07:45 – 12:00
13:30 – 19:00

CONTATO

  • (47) 3345 9954

  • (47) 99180 9954

  • contato@lgasaude.com.br

LOCAL

  • Segunda avenida, entre as ruas 236 e 234, sala 02
    Meia Praia – Itapema
2021-02-05T14:18:10+00:00

AGENDAMENTO VIA
WHATSAPP